Utilizamos cookies para fins analíticos e funcionais visando melhorar sua experiência com nosso website.
Ao navegar, você concorda com nosso uso de cookies.
Fechar

COLUNISTAS | Clinton Paz

DAVID BRAZIL

O maior promoter do país

Figura icônica da sociedade brasileira, David Brazil respondeu a perguntas banais com muita maestria e talento, como pessoas predestinadas ao Msucesso sabem fazer, em uma bela entrevista para a Revista Maximus. Glamuroso, talentoso, alegre, 100% feliz, inteligente e audacioso, desnudou suas verdades de corpo & alma. Se hoje, David é um profissional bem sucedido na sua vida pessoal e profissional, o início foi difícil. Nordestino, pobre, filho de pais separados, gay e gago, tinha tudo para dar errado na vida, mas com inteligência e talento, como ele diz: “fiz de um limão, uma limonada”. Vejamos como foi esta deliciosa entrevista.

Revista Maximus – David, qual o seu nome completo?
David Brazil – Francisco David dos Santos, era para ser Francisco de Assis Santos, mas minha mãe evangélica quis por Davi, o D foi por erro no cartório, AMEI!

Revista Maximus – Em que ano você nasceu?
David Brazil – 1969, Dizem que nasci dia 24, mas fui registrado dia 25 de julho, pois 24 no jogo do bicho é veado, meus pais não queriam que fizessem piada comigo, deu certo não!!!!

Revista Maximus – David, você nasceu no Recife. Como foi a sua infância?
David Brazil – Isso, com uns 8 anos, meus pais separaram e fui para Campina Grande, na Paraíba, minha infância foi sofrida, filho de uma empregada doméstica, separada e com 5 filhos para criar, mas graças a Deus sempre fui muito bem humorado, até nos momentos mais difíceis.

Revista Maximus – Você foi filho único ou teve irmãos?
David Brazil – Não, tenho 4 irmãos: Samuel Luiz, João Luiz, Ana Lúcia e Ana Elisabete.

Revista Maximus – Como era a relação com seus irmãos?
David Brazil – sempre foi ótima, até hoje. Tenho dois irmãos.... Samuel Luiz e João Luiz e duas irmãs, Ana Lúcia e Ana Elisabete, as duas irmãs trouxe para o Rio, comprei um apartamento para cada uma, montei e só falei, estão prontas? Só venham, o resto deixa comigo, e aqui estão elas com meus 4 sobrinhos Gabriel, Aninha, Manu e Gabi, e agora dois sobrinhos netos Anthony e Valentina, é uma benção, às vezes dão um trabalho, mas eu amo muito.

Revista Maximus – Como era a relação com os seus pais?
David Brazil – Meu pai mesmo nunca conheci, quando minha mãe separou do pai dos meus irmãos, conheceu um, mas foi um pente e rala, aí me teve, depois voltou para seu Luiz, que me registrou, mas minha mãe é meu maior exemplo de vida, guerreira, divertida, coração maior que o planeta, sempre ajudava todo mundo, o pouco que tínhamos ela dividia com os outros, só tenho orgulho de Dona Maria, que nos deixou há alguns anos, mas tenho certeza que está ótimo no céu, cuidando de nós.

Revista Maximus – Como foi a sua vinda da Paraíba para o Rio de Janeiro?
David Brazil – sempre sonhei em morar no Rio, via a cidade nas novelas ficava louco de paixão, em Campina Grande tinha uma família que me ajudava, vivia lá, fazia feira, faxina, lavava o carro. Um ano, um casal do Rio foi lá passar São João, Ivone e Evaldo, gostaram de mim, falei que era louca para conhecer a cidade, eles disseram que podia ir passar minhas férias na casa deles, não pensei duas vezes, nas férias de dezembro peguei um busão da Itapemirim e vim, foram quase três dias de viagem, mas valeu à pena, foi amor à primeira vista, disse.... daqui só saio para o céu kkkkkk.

Revista Maximus – Como foi viver no Rio de Janeiro? De início foi muito difícil?
David Brazil – Para quem vendia cocada na feira livre de Campina Grande, fazendo chuva ou sol, foi moleza. No começo fiz de tudo, faxineiro de salão de beleza, OFICCE boy, vendia roupas nos bancos, faculdade, trabalhei de caixa em dois restaurantes ao mesmo tempo, mas sempre com muita disposição e foco, nunca cheguei atrasado nos meus empregos, faltar então só se tivesse muito doente.

Revista Maximus – Como se deu a explosão de se tornar um promoter?
David Brazil – Bom, tudo começou quando fui trabalhar como caixa na churrascaria Búfalo Gril, restaurante muito chic e elegante, frequentado pelos artistas top dos anos 80/90. Num dia, a moça que trabalhava na recepção da churrascaria, me pediu para ficar abrindo e fechando a porta. E lá fui eu fazer este trabalho – abria porta, fechava porta e dizendo: "Oi, boa noite!" e "Tchau, obrigado!". Sendo que eu era muito ativo e resolvi que não iria seguir o roteiro. Além de dizer – “Oi, boa noite!” e “Tchau, obrigado!”, eu elogiava a roupa dos clientes que entravam. Era algo novo e fora do estereótipo. Dessa forma, fui conquistando alguns clientes. Muitos chegavam lá perguntando por mim. Aí, o dono do restaurante me colocou como recepcionista. A partir de então, não parei mais. E assim, fui conhecendo famosos. Lembro, com muito carinho, que a primeira famosa a requerer os meus serviços como “promoter” foi a atriz Cristiana Oliveira. Ela fez a festa de aniversário dela lá, no Búfalo Grill. Foi um sucesso. Tanto que não parei mais. Dessa forma, fui pegando credibilidade com os donos e com a assessoria de imprensa que achava divertido e interessante ter um gago, como um promoter. Eu era a alegria dos clientes. Foi assim, que tudo começou.

Revista Maximus – Como você se descobriu homossexual?
David Brazil – Já nasci gay, nunca tive atração por mulher, uma única vez na vida, ainda adolescente tentei transar com uma, mas deu ruim, eu era bem pintosa lá na Paraíba. Quando cheguei no Rio, fiquei mais durinho, tinham muitos preconceitos com gays, nordestinos, favelado, eu era tudo isso, aí tentava segurava meus trejeitos, mas tudo de boa, sempre respeitei a todos para ser respeitado e assim sigo minha vida até hoje, com muita pinta diga-se de passagem.

Revista Maximus – Você vem de uma família de filosofia evangélica, como era para você ser homossexual, evangélico e, talvez, com sonho de ser uma pessoa conhecida?
David Brazil – Sempre foi tranquilo, nunca cheguei para minha mãe, minha família muito menos para as pessoas da igreja e falei.... oi gente, então... eu sou gay! Eles já deviam perceber, mas nunca foi cobrado por isso, até nisso tenho sorte, ô glória!

Revista Maximus – Você ainda professa a filosofia ou a doutrina evangélica?
David Brazil – Fui criado na igreja Assembleia de Deus. Tenho uma fé muito grande em Deus. Tudo que tenho, tudo que conquistei e conquisto, agradeço a Ele. Então, eu ainda tenho dentro de mim esta força de uma criação cristã dada pela minha mãe.

Revista Maximus – Hoje, você é uma pessoa bem sucedida. Como foi o processo pra você se tornar uma pessoa bem sucedida?
David Brazil – Muita garra, profissionalismo e nunca querer o que não é meu, nunca passei ou humilhei ninguém para conseguir as coisas, e ter muito respeito e gratidão pelas pessoas que me deram oportunidades, seja como o gerente do salão de beleza que meu deu emprego como faxineiro ao dono do super camarote na Sapucaí que me colocou como “MUSO”.

Revista Maximus – Você é uma pessoa que conhece muita gente famosa e importante, como foi a construção destas relações?
David Brazil – São amizades construídas na base de muita confiança. Principalmente, saber o meu lugar, nunca querer forçar uma amizade, intimidade e muito menos ser puxa saco. Muitas pessoas falam que sou puxa saco de famoso, o que eles mais percebem e sai fora é quando percebem que são assim, tipo... sou amiga de três particular de três pessoas que são desejos de muitos terem essa amizade, Ivete Sangalo, Neymar e Anitta, mas sou amigo desde o começo da carreira deles, ser amigo de Anitta hoje é muito fácil né? Quero ver no começo, era babado, sou muito fã dela pela sua garra, profissionalismo, junto à vontade de ser PHODÁ!

Revista Maximus – Você gosta muito de Carnaval, sai na Grande Rio. Como foi este primeiro contato com a escola tricolor de Caxias? Quem te levou para lá?
David Brazil – Sou louco por carnaval, minha estreia foi em 1996 no Salgueiro, comprei uma fantasia de ala paguei em 10 vezes, no ano seguinte ganhei uma fantasia linda também de ala, depois a convite do seu Anísio Abraão desfilei como destaque da Beija Flor por três anos, até que o advogado Silvio Guerra, tinha a ala dos artistas na Grande Rio, me convidou para desfilar, no ano seguinte a super promoter Alicinha Cavalcante me chamou para desfilar no seu carro, como semi destaque. Também na Tricolor de Caxias, fui criando uma amizade com a diretoria, um amor pela comunidade e, desde então, só desfilo não minha tricolor. Sou desataque de chão, de carro, já fui rei de bateria ao lado da minha amiga irmã Suzana Vieira, fui nomeado diretor artístico da agremiação, dou um suporte para os artistas que querem desfilar lá, e sempre indico uma rainha para bateria. Enfim... sou 1000% Grande Rio.

Revista Maximus – Você se considera uma pessoa de sorte?
David Brazil – Me considero um escolhido de Deus, muito abençoado, tinha tudo para dar errado... gago, gay, nordestino, pobre e sem estudo, mas Deus me abençoa de uma tal forma que muitas vezes nem acredito, mas Ele conhece meu coração e como sou grato a tudo, e ajudo muita gente que precisa, muitas nem pedem, sinto meu coração e ajudo, é uma sensação maravilhosa.

Revista Maximus – Você, olhando para trás, vendo a sua vida passando em sua mente como um filme, como você avalia a sua estrada de vida, até aqui?
David Brazil – Só vitórias, conquistei coisas que nem nos meus melhores sonhos sonhei. Hoje tenho meu apartamento num condomínio de luxo, na praia da Barra da Tijuca, três em Jacarepaguá para minhas irmãs, um em Madureira que é da Teresa, que há mais de 20 anos cuida de mim e agora estou acabando de construir uma casa na região de Mangaratiba, todos quitados, pagos em dia, é para glorificar de pé.

Revista Maximus – Você é feliz?
David Brazil – Até demais, 24h por dia, nasci com o espírito feliz, até quando estou com problemas não fico triste, isso é o maior presente que Deus pode dar há uma pessoa... A FELICIDADE.

Revista Maximus – Que mensagem você daria a todos que como você saíram do Nordeste com um sonho de se tornar alguém importante e bem sucedido na vida?
David Brazil – Seja você mesmo, nada de mudar para agradar os outros. Trabalhe muito, pois nada cai do céu ou é fácil, seja honesto com você e com os outros, seja muito profissional naquilo em que você trabalhe. Escolha o que você deseja para sua vida de melhor. Deseje isso para o seu semelhante. Preserve suas amizades verdadeiras. Seja grato. E, acima de tudo, seja feliz com suas escolhas.

Fim da entrevista.
Fotos: Arquivo Pessoal David Brazil & Vinny Nunes.

Publicado por
Clinton Paz
Assessoria de imprensa
em 14/07/2021 às 16:34

Compartilhe

Revista MAXIMUS - 2020

Flag Counter