Utilizamos cookies para fins analíticos e funcionais visando melhorar sua experiência com nosso website.
Ao navegar, você concorda com nosso uso de cookies.
Fechar

CAPAS

DJAIR LANDO

Pense e transforme!

- Conte-nos sobre a sua experiência como ator e a sua participação na Malhação?   

Tudo começou em torno de 1993 a 1995, quando eu comecei a fazer teatro, fiz tablado e um projeto dentro da ‘’UERJ’’, denominado "Projetos TUERJ’’ que apresentavam  espetáculos muito interessantes como ‘’ A Saga da Farinha’’, dentre outras peças. Obtive a oportunidade de aprender muito com diversas pessoas, entre elas: Ricardo Petraglia, Antônio Pedro, Anselmo Vasconcelos, Claudia Borioni, Andreia Dantas, dentre outros. Então eu fui aprendendo com pessoas, as quais eu queria aprender. Eu queria, de verdade, seguir a carreira de ator, eu era muito jovem e tinha um sonho ardente em fazer parte da malhação, que estava no auge. Comecei a fazer cursos de interpretação de televisão, sempre muito comunicativo e brincalhão! “Sempre gostei da comédia”, mas nunca consegui fazer o que eu gostava de fato. Mas fiz também outros gêneros como drama e infantil. Depois de tantos cursos e peças teatrais, recebi um convite para interpretar um personagem de um vilão na Malhação, e aí fui escolhido. Para mim foi uma experiência fantástica, foi o grande momento pelo qual sempre lutei! O ser humano precisa colocar os projetos para dentro de si e concretizar, não é? Foi um momento incrível, conheci muitas pessoas, aprendi bastante e logo em seguida que sai da malhação, fui fazer Mandacaru na Manchete, onde fiz boas amizades também. Enfim, foi tudo muito bacana, tive o prazer desta realização em minha trajetória, pois, era um projeto de vida que eu tinha. O meu lema é: ‘’ Eu quero, eu posso eu consigo’’. Tanto que eu tenho esta frase tatuada no meu corpo.
 
‘’Qualquer ser humano é o causador de seu próprio sucesso, principalmente da sua própria derrota, entende’’.
 
Após conquistar meu personagem em malhação, procurei fazer outra novela. Foi quando me encontrei em Mandacaru, na TV Manchete, que estava no auge. E lá fui muito feliz, consegui entrar para fazer Mandacaru com o personagem do Soldado Jeová e pude conhecer duas figuras bacanas: Carlos Machado, um grande ator, que hoje mora no Estados Unidos e ficou muito meu amigo e também o ator Murilo Rosa que em seguida foi fazer parte da Globo. Onde passei fiz muitas amizade de verdade. As minhas cenas em Mandacaru foram adiantadas para colocar em trilha o Projeto “Brida”, de Paulo Coelho. Infelizmente, o Walter Avancini veio a falecer e as gravações foram descontinuadas.  Acabei fazendo um personagem em ‘’ Brida’’ que também foi uma experiência fantástica em minha trajetória de ator. 

 

- Em suma toda a sua experiência como ator. Valeu ou não a pena?

Valeu a pena porque da arte eu trouxe muitas coisas boas para a minha vida no geral, pois a vida é um palco né? Onde, de fato, atuamos de verdade. Somos vigiados, julgados e recriminados diariamente... E assim tenho comigo que: “A tua derrota é a vitória delas’’. ‘’E a tua vitória é a derrota delas’’. A inveja de fato existe, existem pessoas que desejam o seu bem, mas existem outras que não querem que você tenha sucesso na vida. Então,  essa minha experiência de teatro, televisão e a minha última peça que foi o ‘’Guarani’’ foram fundamentais para mim. Fizemos uma turnê pelo Brasil todo com Samara Felippo, Emilio Orciollo Netto, Isaac Bardavid, entre outras pessoas. Toda essa experiência artística serviu para que eu hoje, como Presidente de uma associação com diversos  associados, chegue em minhas palestras com tranquilidade, segurança, maturidade, passando a verdade e transmitindo confiança, independentemente do número de pessoas que estiverem me assistindo. Simples assim.

- Além de ator você teve outra formação? 

 Durante anos ministrei aulas de educação física, jump, alongamento, natação. Em todos os ramos que passei na minha vida procurei entender ao máximo sobre o assunto, sempre quis ser o melhor em tudo. Sou muito determinado, quando recebi o convite para sair na revista, pensei comigo mesmo: “Vou fazer com que meu conteúdo faça essa edição da  revista ser muito interessante, porque sou muito lúdico e levo tudo muito sério, desde os pequenos até os maiores detalhes. E isso faz toda a diferença. Segundo fontes você também foi candidato a Vereador no Rio de Janeiro, por que você quis se candidatar? Em 2016, recebi uma proposta do partido PMDB. Aceitei porque tudo que faço me entrego de corpo e alma e acho que ser um representante do povo é uma missão que requer muita responsabilidade. Apresentei uma proposta de luta em prol as mulheres e a violência doméstica. Lutei muito para mudar esse quadro na época, porém o partido não cumpriu com as propostas e declinei.    Acho que o tema política hoje no Brasil gera muito desgaste e interpretação  errada sobre nossos pontos de vista. O que eu mais desejo como pessoa e como empresário é ver um Brasil melhor, mais justo, menos dividido,com pessoas que pensem no todo e não apenas em si mesmas. Pode ser uma utopia, mas tenho fé de que tudo é possível. Desejo um Brasil diferente com mais saúde, educação, cultura, segurança e que cada vez mais saia em defesa da violência doméstica’’. 

 

- A violência na cidade do Rio de Janeiro, você acredita que afasta grandes investidores?

 Em parte, sim. Infelizmente. Mas nenhum empresário ou investidor pode deixar de acreditar no potencial do Rio de Janeiro. Violência temos em todas as grandes metrópoles e fazemos parte disso. Eu sou uma pessoa otimista por natureza, acredito que podemos melhorar para atrair investidores para gerar empregos, sonhos... Tudo é possível! E tenho Fé em DEUS!

- De ator a Empreendedor, como foi este grande salto? 

Sim. Para vencer não basta ter talento. Tem que acreditar, perseverar, saber tirar dos “nãos” da vida forças para seguir em frente, soa clichê hoje mas ter resiliência é fundamental, não só para vencer mas também para sobreviver! Quando resolvi empreender não foi só pelo meu sonho. Há um grande propósito neste projeto que é entregar serviços de qualidade, proporcionar conforto e transparência em nossos serviços. Fazer com que meus associados estejam sempre seguros e os ajude na vida deles. Claro que precisamos do dinheiro, mas ver meus colaboradores e associados satisfeitos e felizes é algo que me faz me bem e me mostra que estou no caminho certo. Eu digo que sou empresário e empreendedor. Muitas vezes você é um ou outro. Eu sou os dois, e isso tem feito da TAPCAR uma associação de sucesso, que em pouco tempo conquistou várias cidades do Brasil. Quero fazer da TAP CAR a oportunidade para muitos alcançarem seus sonhos e objetivos na vida. Dou toda a estrutura necessária e faço além do que muito empresário faz. Todos tem livre e irrestrito acesso a mim. O meu negócio não é só para mim, é para todos que acreditam e querem ter uma excelente oportunidade de vencer. É o que sempre digo: “Foca no seu sucesso que você vai chegar no seu objetivo”. “Você é o causador do seu próprio sucesso, principalmente na sua própria derrota.” Um fato curioso foi em 2007. Refleti muito e numa dessas conversas que tenho com DEUS, pois sou um homem de fé, falei “preciso mudar de vida”, mas não basta falar, você tem que estar, fazer, eu quero e preciso mudar de vida. Nessa época uma aluna me deu a oportunidade de fazer parte do ramo financeiro neste período, foi justamente nesse momento que procurei aprender e mudar de vida. Em outubro do mesmo ano, eu pedi para sair, pois não estava gostando do ambiente e do clima do local do qual estava inserido. Não tive medo de sair da minha zona de conforto. Aprendi muitas coisas e sou grato eternamente. Em março de 2008 com a sócia Nilva Luiza, inauguramos a nossa própria  financeira onde fiquei treze anos, realizando grandes negócios e sabendo o que é ter dinheiro na mão de verdade, exatamente assim.

 

- O Empreendedorismo é sinônimo de dinheiro no bolso?

Não. Com certeza não. Acredito ser um passo para os corajosos ou os desesperados, mas tanto em uma situação como em outra se você acreditar e fizer o dever de casa, as chances de se obter sucesso são grandes. Muitas pessoas têm dinheiro, mas não tem sucesso. Estranho isso, não? Mas de que adianta ter todo o dinheiro do mundo, se não tem paz, o amor e admiração de seus entes queridos, colaboradores... Sucesso para mim é você conseguir equilibrar todos os sentidos de sua vida. Saber dividir o tempo. Que é o senhor da razão. Vejo exemplo de muitos que trabalharam a vida toda mas não foram a um pediatra com seu filho, não viu uma peça da escola... A conta chega. Por isso que acredito que o sucesso é um somatório de fatores. O dinheiro é uma consequência natural se você planta boas sementes. O que acredito ser muito importante na vida de cada um é o conhecimento. E depois naturalmente vem o RE conhecimento...

- Ganhar a vida fazendo o que gosta é uma vantagem de se tornar empreendedor?

É o primeiro caminho, pois se você empreende em algo que não gosta ou não acredita é melhor parar. Na educação física eu amava o que fazia. Infelizmente o que eu ganhava lá atrás há 13 e 14 anos atrás não pagava as contas. Imagina sair de casa e ouvir de sua esposa que precisava fazer compra e não ter dinheiro. Mas tudo são processos e aprendizados na vida. Uma das maiores virtudes de um ser humano se chama GRATIDÃO. Tive pessoas na minha vida que me ajudaram muito e confesso que tive muita ajuda de muitas pessoas lá atrás, uma muito que especial se chama Nilva Luiza Pereira de Almeida, uma pessoa que me ajudou muito. 
Nunca me esquecerei. Carrego elas comigo em meu coração até hoje e até o fim. E hoje com todas as experiencias citadas acima entre erros e acertos aos 46 anos de idade vivo buscando cada vez mais sabedoria, paciência, maturidade e inteligência emocional para que seja assertivo em minhas escolhas. A ansiedade é mais controlada quando você entra em um negócio de forma mais racional, estuda o mercado, o local, os pontos fortes e fracos através da analise SWOT. ‘’A dica que eu deixo para o empreendedor é parar de insistir e investir e começar a se reinventar diariamente’’

 

- Conte sobre a fundação da TAP CAR?

 Na pandemia em outubro 2020 passado, chegou o momento de me reinventar, estudei seis meses sobre o ramo de proteção veicular. Como eu já conhecia outros presidentes de sucesso que fizeram um bom trabalho, não tive medo, criei um lema ‘’ Deus, família e negócio’’. Convidei as pessoas certas, com mais 10 anos de experiências para o meu projeto para a fundação da TAP CAR. Fui em Belo Horizonte e convidei dois, entre os melhores advogados do Brasil do ramo de proteção veicular para compor a fundação. A proteção veicular é um ramo bem explorado por quem conhece do assunto, é um ramo que deve ser bem explicado para que não seja confundido e para que não haja dúvidas. Investimos muito desde a sua fundação. Então além dos nossos valores e propósitos, criar diferenciais e adquirir muito conhecimento sobre o ramo de proteção veicular fez com que a TAP CAR se destacasse no mercado para que houvesse interesse em ramificar por todo o Brasil. E foi o que aconteceu. Começando a TAP CAR a operar em 2021 a partir de março deste ano, prezando sempre a qualidade, hoje temos mais de 600 associados. Diariamente crio conteúdos nas redes sociais e ainda investimos em trazer parceiros para divulgar a associação. Este é um trabalho que venho exercendo e investindo todos os dias para chegarmos aos nossos objetivos. Ser o CEO da associação TAP CAR idealizador da ideia e projeto fez sim toda a diferença ao crescimento a assistências. Pode-se considerar que temos mais de treze pontos espalhados por todo o Brasil em vários estados além dos fixos no Rio de Janeiro como Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Pernambuco e São Paulo, nossa meta é chegar em vinte estados.

 

- O que é e como funciona a Proteção Veicular? Funciona como seguradora ou assinatura?

A TAP CAR proteção veicular não é somente uma prestação de serviço para proteger o seu bem, não há burocracias como uma seguradora. Vamos falar da diferença entre proteção veicular X seguro. No caso de seguro por exemplo se alguém tem um carro, obviamente precisara de uma assistência e ou seguro. O que o seguro faz em primeiro, antes de você contratar o serviço a seguradora irá pedir: identidade, endereço, CPF e irá pesquisar seus dados, caso tenha restrição, o seguro não poderá ser feito. Outro exemplo também e norma com relação a idade do assegurado por exemplo que tenha 20 anos de idade, ficará um custo altíssimo, também com histórico de sinistros anteriores, poderão cobrar um valor bem maior por conta disso, ou seja o seguro tem toda esta burocracia. Esse é o diferencial da TAP CAR, oferecemos tudo  que um seguro oferece: proteção contra furto, roubo, fenômenos da natureza, reboques mensais inclusos na mensalidade, chaveiro assistências aos associados 24 horas. Tudo isso sem burocracia.

- Sabemos que a proteção veicular traz vários programas de benefícios, qual programa você destaca como o mais utilizado e importante na TAP CAR?

Eu criei vários benefícios e opcionais que sendo pagos a parte poderá ser utilizados como:

Programa de Proteção Veicular tem por finalidade amparar o (s) veículo (s) cadastrado (s) pelo associado contra roubo ou furto, incêndio, colisão, fenômenos da natureza, assistência 24 horas e outros.
Programa de Carro Reserva disponibiliza ao associado um veículo reserva enquanto o seu se encontra paralisado, em razão de sinistro, por 15 (quinze) ou 30 (trinta) dias
Programa de Desconto em Vidros garante ao associado o desconto de 70% (setenta por cento) em vidros, faróis, lanternas e retrovisores.
Programa de Responsabilidade Extensiva garante ao associado a indenização extensiva a envolvido, em razão de danos provocados por veículo cadastrado ao programa de proteção veicular.
Programa de Auxílio Funeral é feito para o associado e os seus dependentes e tem por finalidade proporcionar o reembolso das despesas funerárias, conforme contratação.
Entre outros benefícios que poderão conferir em nosso site https://tapcar.org.br/beneficios/
Todos são excelentes mas o mais utilizado é o KM livre e a assistência ao funeral em destaque.

 

- Quais são as suas metas futuras para a TAP CAR?

Essa pergunta é fantástica. Eu criei a TAP CAR não somente para proteger somente o bem do associado. Já está projetado e desenhado para daqui a dois anos. Até o final de 2022, devemos estar instalados (fixos) em todo o território nacional pontos abertos funcionando em cada estado.  Teremos uma regional e para cada região nova ter cinco a seis pontos e outros pontos do Brasil todo até o final do ano. E podem anotar aí que teremos em breve muitas novidades em outros segmentos com a TAP CAR se tornando uma Holding de grandes negócios!             

 

Aqui seguem frases motivacionais que fazem parte da minha vida:

‘’ Eu quero, eu posso, eu consigo’’
‘’ Você é o causador do seu próprio sucesso e principalmente da sua derrota’’
‘’ Criticar é fácil, difícil fazer o que eu faço’’
‘’ Vale a pena ser bom’’

Jo Ribeiro

Mtb.78555-SP - Fenaj Internacional BR16610 - SJSP 22141

Portal redacao@portaljoribeiro.com.br

Whats (11) 947634073

www.portaljoribeiro.com.br

Instagram @portaljoribeiro
 

Compartilhe

Revista MAXIMUS - 2020

Flag Counter