Utilizamos cookies para fins analíticos e funcionais visando melhorar sua experiência com nosso website.
Ao navegar, você concorda com nosso uso de cookies.
Fechar

COLUNISTAS | Lorena Lopes

NINA SOUSA

Miss Mundo

 De Volta Redonda pro mundo:
Conheça a Miss Mundo Plus Size Nina Sousa

Marina de Sousa nasceu em Volta Redonda, mais conhecida como Nina Sousa, nasceu no interior do Rio de Janeiro, cidade onde ela segue criando raízes até hoje. Sua trajetória no universo da beleza parece ter sido “desenhada nos céus” como a mesma costuma dizer, já que logo em sua primeira tentativa na disputa de um título mundial garantiu o primeiro lugar, tendo representado o Brasil no concurso Miss Top Of The World Plus Size ocorrido na Ucrânia, em 10 de novembro de 2019.

Um pouco antes de começar a se dedicar ao concurso, Marina cursou 2 anos de Administração Universidade Federal Fluminense, não chegou a terminar o curso e decidiu seguir por outros caminhos a fim de realizar o seu verdadeiro sonho que era ser Miss, mesmo antes dela saber que era esse seu “destino”.

A paixão pelos estudos sempre ocupou um espaço na vida de Marina que atualmente concilia seu trabalho de mentoria para modelos em início de carreira, com as aulas do curso de Relações Internacionais, o qual ela é bolsista na UNINTER. Além disso, Nina também cursa estudos humanitários em Harvard e fala 4 idiomas, Inglês, Espanhol, Francês e arrisca  até na língua japonesa, pois é fã de animes.

Modelo independente desde os 17 anos de idade, Marina passou por altos e baixos na adolescência por sofrer de depressão e bulimia, chegando a pesar 54kg com 1,72 de altura, o que é desproporcional para a altura. Os traumas devido a pressão estética sempre foram comuns na trajetória de Nina, mas ela nunca deixou se abalar diante do preconceito alheio.

  

Desde a infância Nina apresentava sobrepeso e sofria bullying na escola e “respondia” ensinando desenho para os colegas. O desejo de ensinar e levar conhecimento sempre foi maior do que decepções e questões pessoais. Nina amava desenhar e foi se destacando entre os colegas por sempre apresentar uma visão diferente da arte, tanto que hoje, ela também tem um projeto de levar arte para a Angola, na África, o “África Bloom”. Outro projeto da miss é o “Heróis em Ação” onde ela utiliza seus conhecimentos artísticos e teatrais, vestindo-se da personagem Bela da Bela e a Fera, para encantar o público nos hospitais atendidos pela ONG Corações Solidários.

Na lista de premiações, Marina conquistou os títulos de Miss Volta Redonda e Miss RJ (2018), logo em seguida levou o Miss Brasil em 2019 e no mesmo ano o Miss Mundo (Miss Top Of The World Plus Size). Após ser reconhecida como a mulher gorda mais bonita do mundo, Marina recebeu ataques gordofóbicos nas redes sociais, mas nem por um segundo se deixou abater pelo desânimo, o mantra da modelo para conquistar todos os objetivos se mantém o mesmo. “Fé, positividade, amor próprio e amor ao próximo, para Deus nada é impossível e com ele tudo posso”, afirma a miss.

  

Os planos da futura diplomata não param por aí e ela almeja passos cada vez mais largos rumo ao sucesso e na luta contínua por igualdade de direitos da mulher, respeito para mulheres gordas e educação de qualidade para as crianças, suas principais pautas de defesa. “As crianças são o futuro do país, não só do nosso, do mundo, por isso priorizo elas em todos os meus projetos, crianças são puras e não fazem distinções, sem dúvidas são minhas fichas de aposta na construção de um mundo mais igualitário”, declara.

Sobre ser a primeira miss plus size brasileira a conquistar um título mundial Nina garante: “Ser miss vai muito além da beleza, envolve conhecimento, inteligência, empoderamento e um desejo enorme de que todos valorizem e celebrem o  amor que deveria ser comemorado todos os dias por nós mulheres gordas, o amor próprio que querem levar de nós. Vai ter mulher gorda linda se amando e ganhando prêmios sim!”, finaliza a miss.

Publicado por
Lorena Lopes
em 08/01/2022 às 16:30

Compartilhe

Revista MAXIMUS - 2020

Flag Counter